Número Azul: 808 919 800

Tratamento de lagarta do pinheiro

O tratamento mais eficaz para eliminar a lagarta do pinheiro

Na Anticimex, diagnosticamos o melhor método através do estudo da praga em causa, do exemplar afetado e do local objeto de intervenção. Optamos pelas técnicas mais inovadoras e pelos produtos mais eficazes, respeitando o meio ambiente. Por isso, sempre que se justifique, os nossos tratamentos fitossanitários são realizados através de Endoterapia. A Endoterapia permite o controlo da processionária do pinheiro, sem o recurso a pulverizações.

Endoterapia - Tratamentos Fitossanitários mediante injeção a baixa pressão no tronco

Endoterapia é um método para o controlo da processionária do pinheiro. As substâncias activas são injetadas no tronco e absorvidas através do sistema de feixes condutores, sendo distribuídas pela totalidade dos tecidos, SEM a necessidade de efetuar PULVERIZAÇÕES. É sem dúvida, o tratamento fitossanitário por excelência para o controlo desta praga.

Vantagens em relação aos tratamentos através de Pulverização

  • É o Tratamento Fitossanitário mais Seguro
  • É o Tratamento Fitossanitário mais Ecológico
  • É o Tratamento Fitossanitário mais Duradouro
  • É o Tratamento Fitossanitário mais Eficaz
  • É o Tratamento Fitossanitário mais Localizado

 

Tratamento através de ENDOTERAPIA

O nosso tratamento através de Endoterapia para o controlo da processionária do pinheiro é realizado uma vez por ano. Preferencialmente, este deve ter lugar, antes do aparecimento dos primeiros instares larvares, o que varia com as condições climáticas que se verificarem. Em condições normais, deve ser realizado em setembro. Contudo, pode ser realizado de outubro até finais de dezembro. Apenas um tratamento é suficiente para controlar a população de processionária.

Outros métodos para o controlo da Processionária do Pinheiro

  • Utilização de feromonas sexuais. Durante a primavera e o verão, podem colocar-se armadilhas com fermonas femininas, nos ramos dos pinheiros. Assim, capturam-se os machos, evitando que possam copular com as fêmeas. Também é um bom sistema de monitorização do grau de infestação, podendo desta forma estimar-se infestações futuras e o evoluir da mesma ao longo dos anos.
  • Utilização de predadores naturais. Algumas espécies de aves insetívoras, alimentam-se preferencialmente das larvas da processionária. Assim, pode-se e deve-se favorecer a presença destas, através da colocação de ninhos artificiais

 

Precisa de um tratamento de Processionária do pinheiro?

Os nossos cookies são utilizados para melhorar a experiência do utilizador.