Número Azul: 808 919 800

Ratos

Os Ratos e ratazanas são um problema muito comum

Os ratos prosperam onde há pessoas, por isso é muito importante mantê-las afastadas de ambientes interiores. No interior são uma ameaça para a nossa saúde e podem causar muitos danos tanto em alimentos como a cabos elétricos e material isolante.

A biologia reprodutiva dos Ratos

Os roedores são mamíferos vivíparos, o que quer dizer que os embriões desenvolvem-se no interior da mãe durante 19 a 22 dias e quando se completa o desenvolvimento saem para o exterior, através de parto. As crias de ratos nascem sem pêlos e com os olhos fechados. Durante as primeiras semanas bebem leite materno e em 2-4 semanas, em função da espécie, dá-se o desmame. Em cada parto as fêmeas podem dar à luz de 5 a 12 crias. As crias atingem a maturidade sexual aos 2-3- meses.

Comportamento e atividade

Os roedores são animais territoriais que vivem em colónias. Cada colónia tem um macho dominante, uma ou mais fêmeas, vários machos subordinados e crias de ninhadas recentes. Neste contexto, existe uma luta constante entre os machos jovens e os machos dominantes pelo território. No caso da ratazana, a toca é subterrânea e à medida que vai crescendo a população expande-se e liga-se a outros esconderijos, criando uma completa rede de túneis subterrâneos. No caso do rato preto (rato do telhado) as tocas são feitas em árvores, vigas no teto, buracos nas paredes, etc…

Os Ratos e a sua alimentação

A alimentação das ratazanas e outros roedores é basicamente omnívora, mas têm preferências em função da espécie. Os ratinhos têm preferência por grãos de cereais, a ratazana por carne e o rato preto por fruta, verduras, cereais e nozes.

Os ratos gostam de roer

Com a sua inesgotável capacidade/necessidade de roer, os ratos e outros roedores podem estragar muita comida e elementos de construção de edifícios (cabos elétricos, portas, estruturas de madeira, etc). Para evitar a destruição é importante impedir a sua entrada em edifícios, bloqueando as entradas e selando as ranhuras por mais pequenas que sejam.

Os Ratos são animais muito ágeis

Podem passar através de aberturas muito estreitas. Um ratinho pode passar por um buraco de 6-7 milímetros (o diâmetro de uma esferográfica) e uma ratazana fá-lo através de um buraco de 20 milímetros. Também são bons nadadores e trepadores, podendo subir e descer por algerozes verticais.

Os Ratos são um risco para a saúde pública

Também são um vetor de transmissão de doenças. A O.M.S. (Organização Mundial de Saúde) já catalogou cerca de 200 doenças transmissíveis, entre elas: leptospirose, tifo murino, salmoneloses, etc..

O contágio pode dar-se por contacto direto através de uma mordidela, ou indireto por ingestão de alimentos ou agua contaminada, que tenha estado em contacto direto com os roedores, excrementos ou urina.

Descubra o sistema de controlo de roedores mais avançado do mercado: Anticimex SMART

 

Os nossos cookies são utilizados para melhorar a experiência do utilizador.