Ligue-nos: 215 913 019

Prevenção de Pragas em Hotéis

Quando uma praga ataca o seu hotel e a completa erradicação se torna extremamente necessária para garantir a reputação e prestígio do seu estabelecimento.

 

O problema das pragas em hotéis

O problema das pragas é que elas têm uma grande capacidade de sobrevivência e reprodução. Isso significa que, em pouco tempo, elas podem atingir uma população considerável. As possibilidades de erradicar com sucesso uma praga são proporcionais às suas dimensões, razão pela qual é tão importante atuar no primeiro sintoma de infeção. No entanto, o melhor método para combater uma praga é evitar que ela se desenvolva. Nesse sentido, a melhor ferramenta para combater as pragas comuns é a prevenção.

 

A prevenção é essencial nos hotéis

Num hotel é extremamente necessário evitar o aparecimento de pragas, uma vez que são estabelecimentos especialmente vulneráveis ​​à sua manifestação. Em primeiro lugar, devido ao grande afluxo de pessoas nas suas instalações e, em segundo lugar, devido às dimensões que estes edifícios podem ter.

As chaves para um bom trabalho de prevenção de pragas num hotel seriam baseadas nos seguintes pontos:

1. Assegurar um projeto das instalações que facilite a limpeza e a desinfeção.

  • Embora muitas pragas tradicionalmente relacionadas à falta de higiene, como baratas ou percevejos, não estejam realmente associadas a esse factor, é verdade que a falta de limpeza facilita a sua reprodução e posterior expansão. Portanto, é essencial ter instalações que permitam uma limpeza rápida e a desinfeção diária.

2. Dificultar o aparecimento de abrigos que podem ser usados ​​por pragas

  • A manutenção de espaços abertos e pouco acessíveis é uma das principais chaves para evitar a formação de abrigos que podem ser usados ​​por pragas.
  • Desaconselhamos o uso de rodapés de madeira, tetos falsos ou soalhos flutuantes, uma vez que neles se podem refugiar um grande número de pragas, como baratas, roedores, formigas ou percevejos. As juntas entre rodapés e estruturas devem estar sempre seladas e os revestimentos e acabamentos devem estar em perfeitas condições.
  • É desaconselhado o uso de papel de parede, uma vez que qualquer imperfeição pode ser usada como abrigo por pequenos insetos. Contudo, no caso de ser usado, deve ser sempre mantido em perfeitas condições e não deixar que se descole em nenhuma área.
  • É desaconselhado o uso de materiais como têxteis ou madeira, pois são elementos muito atrativos para percevejos. Sempre que possível, deve substituir estes elementos por plástico ou metal.
  • Os móveis devem ser verificados periodicamente para vedar todos os buracos e rachaduras encontrados
  • Furos não são recomendados (é melhor usar métodos alternativos para pendurar quadros ou prateleiras), pois podem funcionar como abrigos.
  • A fixação de móveis que dificultam a inspeção também deve ser evitada, para que possam ser facilmente separados da parede. 

3. Dificultar a entrada de pragas, especialmente nos casos em que a introdução é realizada de forma acidental

  • A fim de evitar a entrada de pragas nos hotéis, é importante manter uma boa dinâmica de inspeção de qualquer elemento externo que entre no hotel. Isto é especialmente importante no caso de alimentos introduzidos em lojas ou cozinhas. Caixas, malas e sacos devem ser cuidadosamente inspecionados sempre que forem introduzidos de fora. 
  • É muito importante evitar o uso de aparelhos em segunda mão, já que eles poderiam estar infetados, e inspecionar alimentos armazenados, como cereais ou farinhas, já que eles poderiam estar contaminados por gorgulhos ou traças.
  • Para evitar a infeção de pragas, como roedores, é importante vedar qualquer buraco que se comunique com o exterior e, no caso de esgotos ou tubulações, usar, tanto quanto possível, redes que impeçam a sua entrada.
  • No caso dos percevejos, uma das suas principais vias de entrada num hotel, é através da bagagem dos hóspedes, pelo que a utilização de elementos têxteis e de madeira nos armazéns e armazenamento de bagagem deve ser evitada. Além disso, essas áreas devem ser inspecionadas com frequência e com cuidado para detetar uma possível infeção logo no seu início.

 

4. Dificultar a propagação de pragas de uma área para outra (especialmente entre os quartos).

Para evitar que as pragas se espalhem de uma área para outra, é importante manter uma série de precauções. 

  • Evitar a introdução dos carros de limpeza nos quartos. Estes devem sempre ser deixados na passagem, tanto quanto possível da entrada.
  • Roupas de cama e toalhas sujas devem ser colocadas em sacos de plástico bem fechados para o transporte até à lavandaria. Esta prática evita a disseminação da infeção de percevejos, caso exista.
  • É aconselhável manter as roupas limpas separadas das roupas sujas para que nunca entrem em contato uma com a outra, por exemplo, usando carros diferentes para cada uma delas.
  • Os carros devem ser preferencialmente de metal, pois é um material para o qual os percevejos têm dificuldade de escalar e devem ser inspecionados periodicamente.
  • A disseminação de pragas entre os quartos também pode ser garantida pela vedação adequada das passagens do tubo e pela proteção dos tubos que interconectam os quartos entre si.

 

5. Realizar procedimentos de revisão periódica pelos próprios colaboradores do hotel.

Outro elemento-chave para evitar o aparecimento de pragas é realizar inspeções periódicas das instalações, a fim de garantir que elas estejam livres de pragas ou, caso contrário, detetá-las precocemente. Para isso, é essencial que atividades de formação específicas sejam realizadas para os colaboradores do hotel, levando em conta que essas atividades devem ser sempre realizadas por formadores experientes em controlo de pragas. 

 

 

Problemas com Pragas?

Não deixe a infestação se propagar mais!

Utilizamos cookies para melhorar a experiência do utilizador. Para mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies.