Ligue-nos: 215 913 019

Anticimex fala sobre a sua oferta nas soluções de combate à COVID-19

Pressrelease 22-10-2020 05:17

Susana Rosa Sabino, HR Manager da Anticimex: “Temos conseguido oferecer soluções de combate ao coronavírus cada vez mais eficientes”

Anticimex é uma multinacional sueca especializada no controlo preventivo de pragas e presente no mercado português desde 2013. Em entrevista ao infoRH, Susana Rosa, HR manager da Anticimex Portugal, fala-nos da entrada e evolução da companhia em Portugal, um país onde “ainda achamos que conseguimos ser nós próprios a tratar dos problemas de pragas, não recorrendo a empresas da especialidade”, mas também onde as empresas parecem cada vez mais sensíveis a essa necessidade.

Em tempos pandémicos, a responsável partilha como a empresa, que registou um aumento de faturação nos últimos meses, tem procurado garantir a segurança dos cerca de 100 colaboradores, sendo que parte significativa, devido à natureza do trabalho realizado, teve de se manter na linha da frente.

Estão presentes há 10 anos no mercado português. Como caracterizariam a evolução da empresa e negócio em Portugal? 

Quando chegámos a Portugal, em 2013, foi com o objetivo claro de transformar o mercado do controlo de pragas. Falamos de um país em que, ao contrário de outros países da europa, o mercado particular ainda é pouco expressivo.

Ainda achamos que conseguimos ser nós próprios a tratar dos problemas de pragas, não recorrendo a empresas da especialidade.

Já o mercado empresarial tem vindo a crescer, principalmente fruto dos requisitos das normas, atendendo que o número de clientes certificados nas mais diversas áreas tem aumentado significativamente, originando assim uma maior sensibilização de alguns segmentos para este problema. Viemos oferecer novas metodologias de atuação, que passam pela aplicação de tecnologia no desenvolvimento de soluções inovadoras e na priorização de tratamentos ecológicos com o objetivo de minimizar o uso de produtos químicos para preservar o meio ambiente. Algo que não havia no mercado. Em termos de evolução da empresa em Portugal, ainda que já estando em todas as regiões do país, queremos atingir o nosso objetivo principal: ser o parceiro número um de todos os portugueses no combate a pragas. Queremos estar perto de todos os municípios, empresas e famílias do país. Portugal é estratégico para nós, não é por acaso que, desde que começamos a operar em Portugal, já fizemos 5 aquisições e pretendemos não parar por aqui.

Como está estruturada a equipa no nosso país? Falamos de quantos colaboradores?

Temos uma cultura muito forte, caracterizada pelos nossos valores, compartilhados e fortalecidos pela nossa visão e missão, com um grande foco na inovação. Somos a única empresa de Controlo de Pragas a atuar em todo o território nacional, com seis delegações e mais de 100 Colaboradores.

 Quais são as principais áreas de atuação?

A Anticimex opera essencialmente nas áreas de Controlo de Pragas, Higiene e Segurança Alimentar. No entanto, fruto da crise de saúde pública que estamos a viver como consequência da atual pandemia, o Serviço de Desinfeção tem vindo a ter uma maior expressão no nosso negócio.

Resultado da nossa experiência em Espanha e noutros países da Europa e Ásia no qual estamos presentes, temos conseguido oferecer soluções de combate ao coronavírus cada vez mais eficientes. O mesmo sucede com os produtos de Higiene, onde tem existido um aumento significativo de vendas, nomeadamente nos que estão diretamente relacionados com o combate da pandemia, como é o caso dos produtos desinfetantes.

Em relação à área em que temos maior penetração nos mercados nacionais, o Controlo de Pragas, podemos dizer que Anticimex procede à desinfestação de qualquer tipo de praga originada por in­setos (baratas, formigas, mosquitos, percevejos, pulgas, etc) ao mesmo tempo que previne futuras infestações. Todos os métodos e técnicas utilizadas para a desinfestação respeitam as normas em matéria de saúde, segurança e legislação, com o objetivo de garantir um ambiente de trabalho ideal. Além dos tratamentos tradicionais de desratização, a Anticimex aposta nas novas tecnologias aplicadas ao controlo de pragas, através de uma solução altamente inovadora que tem vindo a transformar o mercado: o Anticimex SMART. O sistema utiliza dispositivos com elevada tecnologia digital, sensores e câmara, que permitem controlar a atividade de roedores e insetos a todo o momento, 24 horas por dia, 7 dias por semana.

A Anticimex trabalha para garantir que espaços públicos, retalhistas, instituições ao serviço da sociedade, hospitais e outros equipamentos sociais continuem a poder ser usufruídos com o máximo de segurança e não sejam focos de disseminação de vírus. A pandemia veio chamar a atenção para o trabalho destes profissionais? 

Claramente. Devido à pandemia, que nos apanhou a todos de surpresa, este, podemos dizer, foi um período desafiante, mas ao qual todos os nossos colaboradores responderam com um profissionalismo exemplar. Nos primeiros seis meses deste ano, e comparativamente ao período homólogo, registámos um crescimento de 26% na faturação. O aumento de serviços de desinfeção, devido à pandemia e à crescente procura do mercado, impulsionou este crescimento e correspondem a aproximadamente 20% do volume total da faturação.

 Tiveram a necessidade de reforçar equipas?

Até ao momento, não. O que fizemos foi redirecionar o foco dos nossos colaboradores, que estavam maioritariamente concentrados nos serviços de controlo de pragas, para os serviços de desinfeção. Uma vez mais, o facto de termos uma equipa polivalente e multidisciplinar, e experientes neste tipo de tratamentos, permitiu-nos ter uma capacidade extraordinária de resposta face às necessidades emergentes do mercado.

Como procuram garantir a segurança dos vossos colaboradores?

Atendendo que somos uma empresa de prestação de serviços, a segurança dos nossos colaboradores é, sem dúvida, a nossa maior prioridade, pois sem eles a atividade não existe. Neste sentido foi elaborado um plano de contingência com medidas que permitem mitigar o perigo de contágio, através da implementação de procedimentos que garantem o distanciamento físico, quer entre colegas, quer com os clientes. A isto acresce o facto de mantermos a maioria das funções administrativas em trabalho remoto, assim como dotamos todos os nossos colaboradores operacionais dos EPI’s adequados para o exercício das suas funções. Além disto, como já referi, o sistema SMART, exclusivo da Anticimex, através da utilização de tecnologia digital, sensores e câmara, permite controlar remotamente a atividade de roedores e baratas, 24 horas por dia, 7 dias por semana, garantindo o distanciamento físico e consequentemente a segurança dos nossos colaboradores, não descurando a satisfação dos nossos clientes.

Que perspetivas têm para os próximos tempos ao nível dos recursos humanos?

Ao longo dos últimos anos, mais incisivamente, nos últimos 5, a Anticimex tem sido claramente uma empresa em constante crescimento, não só a nível de revenue e número de colaboradores, como também no que respeita ao desenvolvimento do nosso Capital Humano. Assim, no ano que se avizinha e considerando que numa fase de constante aquisição e fusão de empresas, como tem ocorrido, torna-se imperioso fomentar a cultura organizacional e desmistificar as diferenças provenientes de cada uma das empresas. Muito mais que em quantidade, na Anticimex apostamos em qualidade, pelo que iremos incidir no desenvolvimento de soft e hard skills dos nossos colaboradores, fazendo com que sejam não só melhores profissionais, mas também melhores pessoas. Não obstante, e continuando o trabalho que temos vindo a fazer até aqui, a nossa perspetiva, no que concerne ao número de colaboradores, é que este aumente em aproximadamente 20% durante o próximo ano.

Fonte: https://inforh.pt/susana-rosa-sabino-hr-manager-da-anticimex-temos-conseguido-oferecer-solucoes-de-combate-ao-coronavirus-cada-vez-mais-eficientes/

Publicado: 22-10-2020 05:17

Utilizamos cookies para melhorar a experiência do utilizador. Para mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies.