Ligue-nos: 215 913 019

Moscas

As moscas podem ser muito incómodas

As moscas são insetos voadores que evoluíram para viver em associação com os seres humanos, causando não apenas desconforto devido à sua presença constante, mas também problemas de saúde devido à sua capacidade de transmitir inúmeras doenças.

Problemas com Moscas?

Moscas

As moscas são insetos da ordem dos Diptera, que também incluem mosquitos. Ambos os insetos são caracterizados pela presença de um único par de asas funcionais e um par de asas modificadas (halteri). Os halteres têm a forma de pequenos tacos e funcionam como pequenos giroscópios que informam o inseto sobre sua posição espacial durante o vôo.

As moscas têm um corpo coberto de pêlos chamadossedas sensoriais que as informam da temperatura, humidade e condições do vento. Nas patas, têm localizados os sensores de odor, permitindo que o inseto experimente a comida assim que pousar. Isso só é possível se as patas estiverem perfeitamente limpas de qualquer sujidade, e é por isso que é comum ver as moscas a esfregar constantemente as patas para poder limpar os sensores de odor e poder provar a comida.

Como qualquer outro inseto, as moscas têm três pares de patas. No final de cada pata, elas têm um par de almofadas que estão constantemente cobertas por uma substância pegajosa, composta de açúcares e gordura, secretada pelos pelos que revestem as almofadas. Esta substância pegajosa é o que permite que as moscas possam andar pelos telhados de cabeça para baixo ou escalar superfícies lisas como o vidro.

O ciclo de vida das moscas

As moscas se desenvolvem através de um desenvolvimento indireto completo com três fases juvenis: ovo, larva e pupa e fase adulta. Os adultos acasalam dentro de algumas horas após o nascimento.

Cada fêmea pode colocar distintos lotes de ovos em uma única postura que pode ser de 75 a 500 ovos, dependendo da espécie. O tempo de incubação dos ovos também depende da espécie e da temperatura, mas varia entre 2 horas e 3 dias. As larvas aparecem dos ovos. Caracterizam-se por não ter patas e por ter uma cabeça muito reduzida e retraída em direção ao tórax. Elas geralmente têm uma cor branca ou creme. O tempo de desenvolvimento das larvas também depende da temperatura e da espécie e pode consistir em 4 a 20 dias.

Quando estão prestes a passar a fase de pupa, as larvas procuram um local escuro e abrigado para passar a próxima fase que as transformará em moscas adultas.

As moscas vivem em todos os climas

As moscas podem ser encontradas em praticamente qualquer lugar, em todos os climas e em quase todas as altitudes (algumas espécies vivem até 6200 metros no Everest). As moscas mais chatas são aquelas que vivem em íntima associação com o ser humano, como a mosca doméstica ou do lixo, a mosca da carne, a mosca do vinagre ou a mosca dos estábulos, já que elas são uma fonte de infeção de várias doenças, ou podem causar mordidas muito dolorosas porque se alimentam de sangue.

Algumas moscas se alimentam do sangue

As moscas adultas não têm mandíbulas, em vez disso, têm um aparato bucal do tipo sugador (parecido a uma esponja) ou do tipo picador (semelhante ao dos mosquito) para se alimentar de líquidos. Alguns se alimentam de líquidos de materiais em decomposição, outros de sangue de vertebrados, ou até mesmo algumas moscas silvestres se alimentam apenas de néctar de flores.

As larvas, por outro lado, podem alimentar-se de uma grande variedade de alimentos, dependendo da espécie. Elas podem se alimentar de excrementos, material vegetal ou animal em decomposição ou materiais em estado de fermentação, como frutas, vegetais podres ou lama dos drenos.

A maioria das moscas são decompositores naturais

A maioria das espécies de moscas formam parte de um grupo de animais conhecidos como decompositores. Quando essas espécies se alimentam de animais mortos, excrementos ou plantas em decomposição, na realidade o que estão a fazer é a reciclar os nutrientes contidos nesses elementos e torná-los disponíveis para as plantas.

Consegue-se, assim, para que a matéria nos ecossistemas possa ir passando de uns organismos para outros de forma cíclica e equilibrada. Outras espécies de moscas alimentam-se apenas do néctar das flores, como as abelhas, desempenhando uma valiosa função na polinização de muitas espécies de plantas.

As moscas podem transmitir doenças

Outras espécies de moscas evoluíram para viver em associação com o ser humano, causando não só desconforto pela sua presença constante, mas também problemas de saúde pela sua capacidade de transmitir inúmeras doenças, como a cólera, a febre tifóide, disenteria, diarreia infantil ou parasitas intestinais, como por exemplo a bicha solitária. A transmissão ocorre através dos agentes patogénicos causadores dessas doenças no aparelho bucal, patas ou outras partes do corpo quando estas pousam nos lixos, nas fezes ou em material em decomposição, e de seguida transmitindo por contacto aos alimentos, animais ou seres humanos.

Utilizamos cookies para melhorar a experiência do utilizador. Para mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies.