Ligue-nos: 215 913 019

Países onde se encontram os percevejos

Os percevejos da cama se encontram em qualquer parte do mundo, essencialmente em casas e hotéis, tanto em países em desenvolvimento como em países desenvolvidos, independentemente das suas condições higieno-sanitárias.

De facto, no início do século XX, as infestações de percevejos nas habitações europeias eram um problema muito comum, com cerca de 30% das propriedades com sinais de infestação.

Nos anos 1930-1940, campanhas muito agressivas foram iniciadas para exterminar a praga. As habitações eram fumigadas com dióxido de enxofre, enquanto que se utilizava o cianeto de hidrogénio para a fumigação dos veículos de mudanças que transportavam móveis e objetos pessoais de casas infestadas para casas novas.

Mais tarde, começaram a ocorrer fumigações massivas com DDT que, segundo os dados da época, era um inseticida muito eficaz contra percevejos. Como resultado de tratamentos de fumigação realizados, as populações de percevejos em países desenvolvidos sofreram uma redução considerável entre 1950-1990, dando a falsa impressão de que se tinha conseguido exterminar a praga.

A partir dos anos 90, os percevejos que persistiram durante o período anterior, sofreram um aumento significativo, reaparecendo fortemente nos países desenvolvidos. Na Austrália, por exemplo, as populações de percevejos aumentaram em apenas 7 anos em 4500%. Várias hipóteses foram consideradas para explicar as razões desse ressurgimento: pouco reconhecimento por parte da sociedade relativamente às infestações de percevejos, um alto nível de dispersão passiva da praga através do intercâmbio de material de segunda-mão infetado ou do movimento da população à escala global, ou mesmo a resistência das populações atuais de percevejos a inseticidas convencionais .

Juntos, todos esses fatores dificultam o controlo da propagação da praga e favorecem o aumento de suas populações, o que acarreta um risco significativo para a saúde pública.

 

Utilizamos cookies para melhorar a experiência do utilizador. Para mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies.