Ligue-nos: 215 913 019

As diferentes castas de Térmitas

Uma colónia de térmitas é composta por indivíduos de distintas castas. As castas se diferenciam tanto no seu aspeto como na função que realizam dentro da colónia. Há três castas diferentes: obreiras, soldados e reprodutores.

Problemas com Térmitas?

Térmitas Obreiras

As térmitas obreiras medem acerca de 3 a 5 mm e têm uma cor esbranquiçada, o que faz com que muitas pessoas confundam-nas com vermes brancos. A sua função dentro da colónia é localizar os alimentos e distribuí-los pelos restantes elementos da colónia (sendo elas causadoras dos danos nas estruturas de madeira das nossas casas). Também têm a função de construir e manter a estrutura do termiteiro, bem como de cuidar dos ovos e das larvas.

 

Térmitas Soldado

Os soldados têm um aspeto muito semelhante aos das térmitas obreiras, mas a sua cabeça é maior e suas mandíbulas são muito desenvolvidas para a função de defesa da colónia. Eles não são capazes de se alimentar pelo que recebem comida das obreiras.

 

Térmitas Reprodutoras

Existem dois tipos de reprodutores dentro desta casta, os principais e os substitutos ou neoténicos:

Reprodutores Primários
Os reprodutores primários consistem principalmente no casal real. No entanto, eles não nascem como reis, primeiro passam por um estágio no qual são chamados de ninfas e mais tarde se tornarão térmitas aladas. Após o vôo nupcial, perdem as asas e, após o acasalamento e a fundação de um novo termiteiro, tornam-se reis.

O casal real
Os reprodutores primários de uma colónia de térmitas são o rei e a rainha (casal real). Seus corpos são bem esclerotizados, embora a fémea possa desenvolver um abdómen enorme devido à hipertrofia de seu sistema reprodutivo.

Eles vivem dentro do termiteiro sem se mexer, sendo alimentados por outros membros da colónia. Um facto surpreendente é a sua expectativa de vida, que ronda entre 20 e 25 anos.

O casal real é o fundador da colónia, uma vez que provêm das térmitas aladas (responsáveis ​​pela criação de novas colónias), embora tenham deixado as suas asas após o vôo nupcial. A principal função que desempenham é reprodutiva, fundamental para manter e aumentar a população da colónia.

Térmitas Aladas
As Térmitas Aladas são responsáveis ​​pela formação de novos termiteiros. Elas deixam a colónia entre os meses de abril e maio, voam alguns metros e caem no chão. Perdem as asas e procuram um parceiro para fundar um novo termiteiro. Uma vez emparelhadas, elas procuram um lugar para se esconder e iniciar o processo de criação. À primeira vista, poderiam ser confundidas com formigas aladas, já que a sua cor, ao contrário do resto dos indivíduos de uma colónia, é escura, praticamente preta.

Ninfas
As ninfas pertencem à fase intermediária de crescimento da casta reprodutiva, tornando-se aladas no futuro. Sua aparência é semelhante à das obreiras, apresentando um tamanho um pouco maior e pequenos desenhos de asas que permitem que elas sejam diferenciadas das demais.

Neoténicos (reprodutores substitutos)
Esta casta pode ser distinguida das demais, por apresentar a cabeça ligeiramente obscurecida e o seu tamanho ser um pouco maior do que o das obreiras. São térmitas que, de forma acidental ou natural, desenvolvem a função de pôr ovos e, portanto, substituem ou desempenham as mesmas funções que os reprodutores primários ou reis da colónia.

Em geral, esse evento ocorre quando o casal real desaparece ou a produção de ovos diminui, permitindo que uma única colónia dure um período ilimitado de vida. Além disso, estes indivíduos podem desempenhar uma função de expansão territorial, para que possam encontrar sub-colónias de térmitas perto da colónia principal.

 

 

Utilizamos cookies para melhorar a experiência do utilizador. Para mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies.