Ligue-nos: 215 913 019

Traças

As traças podem danificar a sua roupa e alimentos

As traças são insetos da ordem dos Lepidoptera, ou seja, borboletas. Existem muitos tipos de traças, sendo que a maioria não causa nenhum tipo de problema para as pessoas. No entanto, existem algumas espécies que se comportam como pragas quando são introduzidas nas casas.

Problemas com traças?

Tipos de traças problemáticas

Existem apenas algumas espécies de traças que se comportam como pragas. Podemos diferenciá-las entre as traças que danificam os tecidos e as traças que atacam os alimentos armazenados. Do primeiro grupo, as espécies mais frequentes são a traça da roupa (Tineola bisselliella ) e a traça da roupa formadora de saco (Tinea pellionella ). Do grupo de traças dos alimentos, a mais comum é a traça dos cereais, também conhecida como traça indiana da farinha (Plodia interpunctella ).

 Traças da roupa (Tineola bisselliella)

As traças da roupa são menores do que as traças dos cereais (cerca de 7-8 mm de comprimento com as asas dobradas) e, ao contrário das traças dos cereais, têm uma coloração uniforme nas asas. Suas principais características são a cor café prateada nas asas com uma franja de pêlos compridos nas margens e pêlos avermelhados na parte superior da cabeça.

 Traças da roupa formadoras de saco (Tinea Pellionella)

As traças da roupa formadoras de saco também têm asas com pêlos compridos nas margens, mas ao contrário das traças da roupa, têm três pontos escuros nas asas dianteiras e os pêlos da cabeça não são avermelhados. Para além disso, as lagartas desta espécie constroem um saco de seda em torno de si que habitualmente ocupam e do qual nunca saem.

 Traças dos cereais (Plodia Interpunctella)

As traças dos cereais são maiores do que as traças da roupa (16-20 mm). Para além disso, a coloração das asas não é uniforme. Tem uma cor bronzeada na frente, enquanto as costas são de cobre com faixas escuras. As traças dos cereais também têm pêlos nas margens, mas não são tão compridos como os da traça da roupa.

As traças se reproduzem em alta velocidade

Tanto as traças da roupa como as traças dos cereais têm uma grande capacidade reprodutiva. As fêmeas podem colocar ovos logo após serem fertilizadas. As traças da roupa colocam cerca de 30-200 ovos que aderem às superfícies por meio de uma espécie de gelatina pegajosa. 

As traças dos alimentos, por outro lado, colocam 60 a 400 ovos em alimentos armazenados que se sentem atraídas pelo cheiro. A sua comida favorita são os frutos secos e a fruta desidratada, mas também podem colocar ovos em cereais ou chocolate. Em ambos os casos, a fase realmente prejudicial das traças são as lagartas, que são as que consomem os produtos (tecidos ou alimentos).

As lagartas das traças se alimentam de queratina

As fêmeas colocam os seus ovos em roupas ou tecidos que contêm queratina, que é a principal substância da qual as lagartas se alimentam. A queratina é uma proteína presente no cabelo, unhas e pele dos mamíferos. Apenas alguns animais ao redor do mundo são capazes de digerir esta proteína. Uma delas são as lagartas das traças da roupa.

Assim, as lagartas das traças podem ser alimentadas de qualquer elemento que contenha esta proteína, tais como: peles, roupas feitas de tecidos naturais, colchas, tapetes e, em geral, de qualquer produto feito de lã ou seda. Embora pontualmente também possam se alimentar de fibras sintéticas, tecidos de origem vegetal, como linho ou algodão ou papel.

A postura dos ovos das traças não é feita em qualquer tecido. As fêmeas procuram tecidos especialmente sujos, com a presença de matéria orgânica da qual a lagarta também pode ser nutrida e, em particular, de roupas que contenham suor ou outros líquidos orgânicos, como o sebo. 

O ciclo de vida das traças

Os ovos eclodem em pouco tempo (2-14 dias), dando origem a umas lagartas quase microscópicas. Estas vão crescendo à medida que se vão alimentando. As larvas das traças são brancas ou creme com uma cabeça redonda e de cor castanha.

Quando as lagartas atingem o tamanho necessário, formam um casulo de seda e pupas. No caso das traças da roupa, essa fase dura geralmente de 10 a 50 dias, enquanto que nas traças dos cereais é mais longa, de 2 a 41 semanas, dependendo da temperatura.

Em condições ideais de temperatura e humidade (cerca de 24ºC e 70% de humidade), o ciclo completo das traças dura um mês, embora, dependendo desses fatores, possa se estender por vários meses ou até 2 anos.

Do casulo emergem as borboletas ou as traças adultas, que apenas focam a sua atividade na reprodução. Os machos morrem após a cópula e as fêmeas após a postura dos ovos.

 

Como detectar a presença de traças em casa?

As traças da roupa, ao contrário da maioria das traças, não são atraídas pela luz, mas procuram lugares escuros para se esconder. A presença de traças adultas dentro dos armários ou gavetas onde as roupas estão guardadas é um sinal claro de infeção. Para além disso, a roupa mostrará sintomas de danos, como sulcos na superfície, ou em infestações graves, buracos visíveis.

No caso das traças dos cereais, os alimentos que as lagartas estão a atacar vão apresentar molhos de tecido no interior, e quando estas atingem tamanhos maiores, podem ser facilmente vistas dentro das peças onde os alimentos são armazenados. Os adultos geralmente voam em ziguezague para fora dos armários ou gavetas onde a comida é armazenada. Para além disso, quando as lagartas estão prestes a pupar, estas se movem a distâncias consideráveis ​​para formar a pupa. Nas cozinhas, por exemplo, elas são frequentemente vistas circulando em paredes ou teto. 

Utilizamos cookies para melhorar a experiência do utilizador. Para mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies.